OS DESAFIOS DA HUMANIDADE E DA MISSÃO DA IGREJA PARA 2017

A missão da Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração) é rezar pela missão da Igreja e despertar a capacidade missionária dos católicos, por meio de uma relação pessoal e profunda com Jesus, com o seu Coração. É uma oração ligada com o mundo, uma oração que põe em movimento, ao serviço deste mundo. Há cinco anos, demos início a um processo de recriação, tendo como objetivo um melhor serviço universal desta missão confiada pelo Papa à Companhia de Jesus, pois pensamos que esta rede mundial de oração, presente em 98 países, é mais do que nunca necessária à missão da Igreja. Para que esta missão seja mais evidente para as pessoas, a maioria das quais não sabe que somos um serviço oficial da Igreja, mudamos o nome.

O mundo mudou. As estruturas e meios que se usaram desde o século XIX, durante o qual o Apostolado da Oração se foi desenvolvendo, e que eram necessários devido às distâncias geográficas e ao tempo exigido para a impressão de boletins e revistas, já não funcionam. Hoje, na globalização da comunicação, num mundo digital sem fronteiras, no imediatismo das redes sociais, quando praticamente em todo o lado se pode e deseja estar em relação com o Papa, precisamos de outros meios para continuar esta missão. Por isso, pensamos, com o apoio da agência La Machi, que o vídeo seria um meio apto para dar a conhecer estes desafios da humanidade e da missão da Igreja. Os vídeos permitem mais facilmente ao Papa Francisco criar uma relação pessoal e mover os corações para mobilizar oração e ação.

As intenções de oração do Papa preparam-se quase com dois anos de antecedência: é um longo processo de discernimento orante e de seleção, durante o qual se recebem centenas de propostas vindas de todo o mundo, dos dicastérios e das diversas congregações do Vaticano. O Diretor Geral, Superior Geral da Companhia de Jesus, apresenta, um anos antes, as sugestões ao Papa Francisco e este, pouco depois, envia-nos a versão oficial. Depois, é necessário traduzir para os principais idiomas, enviá-las aos secretários nacionais do AO e aos bispos do mundo inteiro, publicá-las em folhetos e revistas, dá-las a conhecer aos meios de comunicação católicos, etc. É um processo longo.

Embora estas intenções de oração, que correspondem a grandes desafios do nosso mundo, sejam sempre atuais, muitas vezes parecem demasiado generalistas e não suficientemente relacionadas com a atualidade que preocupa o Santo Padre. Por isso, a partir de 2017, o Papa aprovou uma alteração. Continuará a haver duas intenções, mas o Papa apresentará, no início de cada mês, uma intenção de oração relacionada com um acontecimento atual, pelo qual seja necessária a oração de toda a Igreja. A sua outra intenção de oração será aquela que se prepara antecipadamente, meses antes. Isto ajudará, cada mês, a mobilizar mais facilmente as pessoas para rezarem e agirem face a esse desafio da humanidade. A intenção de oração mensal do Papa será assim, de modo mais claro, uma orientação para as nossas vidas, uma chave para a missão da Igreja.

Neste Ano da Misericórdia, em que a Igreja convida os peregrinos a rezarem pelas intenções do Santo Padre, além dos Vídeos do Papa, convidamo-vos a rezar com a nossa App, Click To Pray, que ajuda a mobilizar-se com o Papa Francisco pelos desafios da humanidade e da missão da Igreja.

Frédéric Fornos sj

Diretor Internacional da Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração)

Texto italiano de L’Osservatore Romano

http://www.osservatoreromano.va/it/news/connessi-col-mondo

Download doc

Deixe uma resposta